O corpo precisa de cuidados depois do 50

Por Renata Guedes

exercicio-terceira-idade-620x336 (1)

Envelhecer com qualidade de vida, o grande dilema do novo século no Brasil. O envelhecimento traz conquistas afetivas, emocionais, materiais, mas traz também consequências como a perda da sensibilidade, do controle sobre os movimentos e suas aplicações em atividades diárias básicas como alimentar-se e vestir-se. É neste contexto que se destaca a aplicação da Fisioterapia Geriátrica.

Mas antes vamos entender o que é a fisioterapia: uma ciência da área da saúde voltada para o entendimento da funcionalidade do organismo. Ela estuda, diagnostica, previne e trata os distúrbios de movimentos decorrentes de alterações de órgãos e sistemas. É um campo de atuação que busca a reabilitação dos pacientes. O tratamento surgiu há 48 anos no contexto da Segunda Guerra Mundial, por conta das deficiências e comprometimentos físicos causadas nos campos de batalha.

Existem alguns tipos de fisioterapia, veja quais são:

Cinesioterapia: é um método de tratamento realizado através de alongamentos e exercícios para fortalecimento, mobilidade. Esse tipo de fisioterapia é a que todo mundo conhece, mas, geralmente é associada a outros tipos de tratamento.

Crioterapia: é o tratamento fisioterapêutico feito com o frio, seja compressa de gelo, imersão, varredura, entre outros. Esse método serve para tirar a dor, reduzir edema, reduzir inflamações e ainda provoca estímulos neuromuscular.

Eletroterapia: mais conhecida como fisioterapia do choque, variando intensidade e frequência. Tem efeito analgésico, regeneração de tecido vascular e excitação neuromuscular.

Fototerapia: método feito através da luz, o efeito desse tipo de fisioterapia é o reparo do tecido, reduz inflamações e efeito analgésico.

Hidroterapia: fisioterapia feita na água, pode ser ela quente ou fria, ajuda na mobilidade e relaxamento muscular.

Respiratória: método para reabilitação da saúde do sistema respiratório, através de tosse assistida, drenagem postural, pressão expiratória, vibração manual, entre outros.

E entre todas estas mencionadas acima existe a Fisioterapia Geriátrica, que tem como objetivo a realização de atendimento global do paciente. O tratamento é iniciado com uma avaliação e o foco tratamento é o treino de equilíbrio e marcha; com ganho de força muscular, flexibilidade e propriocepção; prevenção de quedas por meio de orientações e adaptação ambiental; e muitas outras condutas de acordo com as necessidades de cada idoso. Porém idade não significa debilidade.  E a geriatria é a especialidade médica que trata não só a doenças de idosos bem como tem por objetivo prolongar a vida com saúde dentro de suas possibilidades.

Recentemente, eu mesma, tive uma experiência com um tratamento fisioterapêutico e descobri, por meio de exames, que possuo três hérnias de disco. No momento do tratamento me deparei com muitos idosos que faziam exercícios que eu não conseguia fazer. Detalhe: tenho 37 anos. Descobri que o período que se faz o tratamento é que determina sua capacidade de execução e não a idade.

Importância da prevenção

O envelhecimento da população brasileira é um grande desafio para todos nós, pois vivemos em um país na qual ainda temos diversos problemas estruturais para serem resolvidos, como o sistema de saúde público, que é deficitário, um ensino básico de baixa qualidade, entre outros. E isso reflete na qualidade de vida das pessoas.

E o mais indicado para quem tem mais de 50 anos é a Fisioterapia Geriátrica, que busca a prevenção e a manutenção das funcionalidades da pessoa, embora não seja necessário apresentar problemas como dificuldade locomotora causada por problemas musculares ou nas articulações.

Sua aplicação pode se fazer necessária tão cedo quanto sejam percebidos os sinais da perda da sensibilidade. E este tratamento permite ainda proporcionar à pessoa a melhora na sua qualidade de vida, aproximando-o da superação das suas limitações. A melhora é notável em sua capacidade de locomoção e equilíbrio, aumenta a força muscular e as funções da memória da pessoa.

Números

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) o Brasil está envelhecendo, mais rápido do que se imagina, duplicará a ponto de quase triplicar até 2050 e a porcentagem de pessoas com mais de 60 anos no país cresce acima da média mundial, por aqui, a porcentagem atual, de 12,5% de idosos, deve alcançar os 30% até a metade do século.

Ou seja, logo seremos considerados uma nação envelhecida. Por esse motivo, podemos nos prevenir da melhor forma no que se refere à saúde física, para mantermos autonomia de ir e vir, sem tantas complicações e dificuldades que se agravam com o passar do tempo.

Quer saber mais:

http://fisioterapiamanual.com.br/blog/areas-da-fisioterapia/fisioterapia-geriatrica/ 01.04.17

https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/fisioterapia/a-importancia-da-fisioterapia-na-terceira-idade/57872       08.04.17

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s