Ser mestre não significa ter razão absoluta

Por Ana Hellen Guedes

Moby Dick é uma história que traz ao leitor um questionamento sobre até que ponto chega um ser humano induzido por um sentimento, nesse caso o da vingança, para alcançar um objetivo.

Os capítulos mostram que esse sentimento específico motivou um líder a levar seus discípulos e a si para um dos piores ou o pior final que existe, a morte.

O   objetivo ali na missão era único e de interesse apenas do capitão: matar uma baleia (Moby Dick) que tinha arrancado sua perna anos atrás, por instinto e sobrevivência. Mas esse líder esqueceu de zelar pela segurança e ter o mesmo respeito que seus liderados tinham para com ele.

Portanto, foi notório que é preciso analisar e repensar todas as circunstâncias de uma ação como aquela; análise que foi ignorada por conta de um objetivo que era único, egoísta e insano.

A mensagem mais marcante é a de que nossos sentimentos nem sempre devem ser levados tão a sério, principalmente os que levam a nós e aos nossos a caminhos sombrios.

No livro, o sentimento negativo de vingança foi alimentado até suas últimas consequências, envolvendo homens que estavam ali apenas por lealdade e obediência, virtudes essas que não foi suficiente para o capitão repensar suas atitudes e esquecer sua cede de vingança. Como já diziam “ a vingança nunca é plena, mata a alma e envenena”.

Imagem Moby

O não repensar levou a trama para um dos melhores desfechos e a conscientização que não poderia ser esquecida pelo homem: a importância de que a natureza, sem dúvidas, é maior que o ser humano e que, mais cedo ou mais tarde, ela sempre supera a vontade um tanto incorreta que temos de modificá-la para evoluir as várias áreas de nossa vida terrestre.

Os homens que embarcaram nessa missão, apesar de serem conservadores e de respeitarem seu mestre acima de quaisquer que fossem suas vontades e intuições diante da morte, talvez se tivessem tentando parar o capitão de alguma forma, prendendo-o e voltando para casa por exemplo, teriam um final mais digno. Mas ninguém sabe qual realmente tinha que ser o final   daqueles homens, então, qualquer mudança no que foi escrito é referente ao que cada um acha certo ou não, induzidos por sentimentos e valores pessoais.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s