O Movimento e suas possibilidades

Por Ana Hellen

movimento

É possível notar, sem muitos critérios de avaliação, o aumento no número de praticantes de exercícios físicos -com e sem orientação- no país. Poucos, porém, têm a indicação e orientação necessárias para a prática, desconhecendo inclusive os malefícios de um exercício realizado sem orientação. Os interesses para praticar são diversos e nem sempre estão voltados para o que mais importa: desenvolver o corpo e mente e prevenir doenças que podem afetá-los futuramente.

Entende-se exercício físico: a prática de atividades como esportes, ginásticas, lutas, danças, que por um tempo determinado e continuo seja realizado de forma sistemática, regrada, ritmada levando o praticante gradativamente a cada prática para um nível melhor de condicionamento físico e satisfação intelectual. Agora quando falamos em atividade física, seja qual for, estamos falando de qualquer movimento em que o corpo realiza após um estimulo do cérebro, que tire o indivíduo do modo “repouso” (nenhuma manifestação física).

Vemos nos parques, academias, clubes, escolas especializadas em danças, práticas esportivas, lutas, entre outros lugares, pessoas comuns e atletas de várias idades praticando vários tipos de atividades em busca de estética, melhora de patologias, alta performance em alguma prática especifica, mas é raro, apesar de ter aumentado, observar ou conhecer alguém que esteja nesses lugares para a prevenção que é um dos objetivos primários.

Portanto, caro amigo, não fique parado, movimente-se, procure uma atividade que lhe ajude a liberar as energias e que melhore seu condicionamento, pois muito mais proveitoso é descobrir os benefícios que os exercícios podem trazer para sua saúde…

Grande abraço e mexa-se!

Anúncios