Mais creches para Cidade Ademar

 

Por Mateus Vaz

 

criancas crechesOlá, meu nome é Mateus Vaz moro na Cidade Ademar. Sou do Curso de Comunicação e Expressão. Um dos meus desafios do curso foi pesquisar na internet sobre o tema: creches no bairro de Cidade Ademar, onde eu moro.

Descobri que para cada 100 crianças que estão querendo vagas em creches, 55 não conseguem se matricular, ou seja, a maioria fica de fora. (https://forumcidadeademarpedreira.wordpress.com/2011/04/25/encontro-%E2%80%9Cfalta-de-vagas-em-creches-e-emeis-na-cidade-ademar-e-pedreira%E2%80%9D). Além disso, o índice de atendimento nas EMEIs da Cidade Ademar e Pedreira é o menor entre as 31 subprefeituras de São Paulo.

Vi também nesse outro site que a prefeitura está muito longe de atingir a meta de 150 mil vagas na cidade (http://educacao.estadao.com.br/noticias/geral,falta-de-creches-em-sp-e-calamitosa-diz-defensor,1618987)

Isso é muito triste, mas a população está fazendo a sua parte. Mães e pais de crianças que não conseguem vagas nos equipamentos de ensino infantil da região e pessoas interessadas no tema estão se mobilizando para mudar a situação.

Estão fazendo assembleias em igrejas e buscando o poder público para que seus filhos possam estudar. A luta por mais creches em Cidade Ademar tem de ser de todo mundo.

Por isso, resolvi enviar um e-mail para a Secretaria de Educação de São Paulo e, advinhem, eles me responderam! Leiam a resposta da Área de Comunicação e Assessoria de Imprensa da Secretaria Municipal de Educação:

A atual gestão, desde que assumiu, já criou 46 mil vagas em Educação Infantil (creche e pré-escola). O Plano de Obras para a Educação Infantil abrange construções em todas as regiões da cidade onde há demanda e o principal desafio para acelerar o início das obras são os processos de desapropriação. O tempo de espera para matrícula em creche na Rede Municipal de Ensino pode variar conforme a densidade populacional da região em que a família vive.

A missão da Secretaria Municipal de Educação é não deixar nenhuma criança fora da creche. Esta gestão trabalha para entregar à cidade, até o final do mandato, pelo menos 100 mil novas vagas. Por isso, a SME está buscando formar parcerias com a iniciativa privada e já reuniu mais de 170 empresários em março: http://www.capital.sp.gov.br/portal/noticia/5412#ad-image-0).

Em paralelo ao esforço de construção de unidades, a administração municipal está priorizando o atendimento de crianças e, portanto, irá intensificar os convênios para diminuir o atual déficit de vagas na cidade. Desde o início da administração Fernando Haddad foram realizadas 142 obras, sendo 87 creches, 41 pré-escolas e 14 EMEFs.

Há uma tendência no aumento da fila, maior que o aumento de matrículas porque, na nossa cidade, a média histórica de crescimento da demanda por vagas em creche é de 7%. Além disso, a oferta de vagas crescente na Educação Infantil, aliada à qualidade do serviço oferecido, tem levado, cada vez mais, famílias a pleitearem por uma vaga.

Creches em Cidade Ademar: 35 (CEIs diretas, indiretas e conveniadas).

Alunos atendidos: 4.682 crianças.

Demanda atual: 6455 crianças cadastradas.

É isso aí, precisamos continuar cobrando!!

Anúncios

Amor e ódio acima de tudo

Por Mateus Vaz

MATEUS

Romeu e Julieta eram dois jovens apaixonados e de famílias rivais. Julieta era uma Capeto e Romeu um Monte chio. Ao ler o livro e assistir ao filme, nós já sabíamos que o amor de Romeu e Julieta iria acabar em tragédia porque as famílias eram muito inimigas. Além disso, eles se casaram escondidos, com a ajuda do Frei Lourenço, sem a permissão das famílias Capeto e Monte chio.

Apesar da tragédia, o romance emociona quem lê o livro. A morte trágica dos dois faz a gente pensar como é sem sentido a briga de duas famílias. De todo o livro, a parte que eu menos gostei foi quando o senhor Capeto e o senhor Montechio fizeram as pazes. Eles esperaram o pior acontecer para ficarem amigos.

Eu achei a história muito boa, apesar de muitas tragédias, mas o amor sempre prevalece.

A história tem muitas semelhanças com o mundo de hoje, onde existem famílias que são rivais e também filhos que fazem muitas coisas escondidos da família. Na minha opinião, as mulheres do mundo de hoje não iriam se suicidar por um amor de tão pouco tempo.

E eu transformaria o final da história. No momento em que Romeu colocava o frasco de veneno em sua boca, Julieta acordaria e o impediria de fazer a besteira de acabar com sua vida.