Que país é esse? O que mudou desde 1987?

Por Beatriz Souza, Johnny Firmino, Matheus Santos e Rayane Caroline

 Em 1987, a banda Legião Urbana perguntava para o Brasil: “Que Pais é esse?”. E o Brasil respondia: “É a p… do Brasil!”. O Brasil de 1987 tinha muita corrupção, mortes, desmatamento, conflitos agrários, mas Renato Russo acreditava que havia esperança no futuro. Depois de 27 anos, o Brasil mudou?

As favelas ainda têm muita sujeira, não só do crime, mas também falta de saneamento básico. O Senado vem piorando cada vez mais, por causa de políticos corruptos. Já a população não respeita a Constituição, infringindo as leis, mas ainda acredita na melhora do país.

O número de mortes por homicídios aumentou 130% desde a década de 80. Se antes o número era de 11,7 assassinatos para cada 100 mil habitantes, hoje esse número equivale a 27.

Recente estudo do IBGE mostrou que das quase 2 milhões de mortes por causas violentas (homicídio, suicídio, acidentes e outras causas não naturais) nos últimos 20 anos, 600 mil foram resultantes de homicídios.

Já as relações entre patrões e funcionários mudaram bastante. Hoje, os patrões são obrigados a escutar as opiniões dos empregados.

Na época em que a música foi lançada, em 1987, o Brasil era terceiro mundo. Isso era motivo de piada em muitos outros países do exterior. Mas Renato falava que o Brasil ia ficar rico, com um milhão, vendendo as almas dos nossos índios em um leilão. Ou seja, ele estava criticando que havia muita matança de índios, muito desmatamento. Naquela época um milhão era muito dinheiro. Hoje em dia, para uma pessoa pode até ser muito, mas para um país não.

Nesses 27 anos, o Brasil não mudou muita coisa. As pessoas até queriam mudar, ou querem ainda hoje, mas existem pessoas acima delas, ou seja, de mais poder, que não estão nem aí, não querem mudar o Brasil, pois estão bem, e não ligam para os outros, pensam só nelas mesmas e pronto.

Leia a letra da música da Legião Urbana e tire suas próprias conclusões. E assista o vídeo da nossa turma tocando “Que país é esse?” e comentando sobre o que mudou ou não no Brasil desde 1987.

Que País É Esse?

Legião Urbana

Nas favelas, no Senado
Sujeira pra todo lado
Ninguém respeita a Constituição
Mas todos acreditam no futuro da nação
Que país é esse?
Que país é esse?
Que país é esse?

No Amazonas, no Araguaia
Na baixada fluminense
Mato grosso, Minas Gerais e no
Nordeste tudo em paz
Na morte eu descanso
Mas o sangue anda solto
Manchando os papéis, documentos fiéis
Ao descanso do patrão
Que país é esse?
Que país é esse?
Que país é esse?
Que país é esse?

Terceiro mundo, se for
Piada no exterior
Mas o Brasil vai ficar rico
Vamos faturar um milhão
Quando vendermos todas as almas
Dos nossos índios num leilão
Que país é esse?
Que país é esse?
Que país é esse?
Que país é esse?

Anúncios

Rappers e seus conflitos

Por Rayane Caroline

rapper-projota-1398696333439_300x420O rapper Projota aparentemente não se envolveu em outras brigas. Mas a guerra entre ele e Zap-san continua rendendo. Zap-san, que subiu ao palco de um show do Projota e o agrediu, no dia 27 de abril, acaba de lançar uma nova versão da música que gerou a discórdia.

A nova “Frases”, escrita e originalmente gravada pelos dois, agora já não tem mais a participação de Projota e alguns versos foram alterados para fazer menção ao caso. Assim, Zap-san vai manter o lançamento do álbum “A importância disso”.

Além de ter retirado o vocal de Projota e trechos escritos por ele, nos novos versos da música, que fala sobre o poder das palavras, Zap-san chama o ex-parceiro de Judas e diz que sua vida se divide em duas frases:  “Diga não à violência”, mas “nunca leve desaforo para casa”.

Projota lançou, no dia 10 de setembro, sua nova música, “Enquanto você dormia’’ mix, que ficou em primeiro lugar nas rádios do Rio de Janeiro e alcançou a sétima posição nas rádios de São Paulo.Sou Rayane Caroline, tenho 16 anos e gosto das músicas do Projota porque as letras falam da realidade que vivemos.

Definida pela música

foto rayaneRayane tem 16 anos, cursa o 2º ano do ensino médio na escola Ângelo Mendes.

Ela mora com os irmãos e a mãe no Jabaquara há 2 anos. Nos finais de semana gosta de sair com os amigos para o Ibirapuera e outros lugares.

O sonho dela é conseguir alcançar os seus   objetivos, na verdade, ela ainda não sabe o que realmente deseja fazer.

Apaixonada pelo rapper, principalmente pelo cantor Projota. Ela diz se identificar muito com as letras da música dele.

Rayane falou, se fosse presidente, do Brasil, ela criaria mais oportunidades para os jovens como mais áreas de lazer.

 

 

Um sonho profissional

Por Rayane Caroline

facebook_1414244835701

Matheus Ferreira tem 15 anos, mora no Parque Doroteia, com os pais e os quatro irmãos. Estuda na escola Ayres Neto, no 1° ano do ensino médio. Gosta de jogar futebol com os amigos, o seu passatempo preferido. O sonho dele é ser um jogador profissional.
A rotina dele durante a semana e ir à escola e nos finais de semana ir para a casa da tia.

A educação pra ele é respeitar os mais velhos e as diferenças em relação ao seu próximo.